5 dicas essenciais para engajar o público

5 dicas essenciais para engajar o público
Por Equipe Exact  |   01 de Março de 2018
Voltar

Transmitir as informações que você deseja, apresentar seu negócio e engajar o público. Reunir tudo isso na hora de uma apresentação é um desafio. Seja para apresentar resultados, propôr uma nova ação ou conquistar um cliente, existem estratégias para não tornar sua apresentação entediante para sua audiência. Tudo deve ser cuidadosamente definido: roteiro, artes e vídeos que possam compor o material da apresentação, até a postura de quem fala com o público, incluindo suas expressões corporais. Tudo feito de forma a engajar o público.


Tempo de leitura: 4 min.

Você vai ler sobre:

  • Apresentação de vendas
  • Linguagem corporal
  • Negociação 

*Guest post escrito por Flávio Santos, CMO da Smartalk.


O caminho para engajar o público

Lição número 1: lembre-se que ele é o mais importante e não sua ideia ou produto. Lembre-se que é por seu público e para ele que você está ali.

É fundamental saber quem são as pessoas que consomem seus produtos e porque elas fazem isso para estruturar da melhor maneira o seu negócio.

Se a apresentação não for da sua empresa, mas pessoal ou relacionada a algum outro tema, identifique quem é sua audiência.

  • Estudantes ou empresários? 
  • Pessoas com conhecimento técnico sobre o tema ou leigos? 
  • Qual a faixa etária?

A linguagem usada para engajar o público de uma grande empresa difere daquela que você deverá seguir ao conversar com estudantes.

Apresentar os resultados da empresa a seu gestor financeiro nascido na década de 1970 é bem diferente de falar com o CEO da startup em que você atua, que parte da geração Z, por exemplo.

Então, identifique para quem você vai falar para, na sequência, preparar seu conteúdo e apresentação com o foco certo que irá engajar o público.

1. Seja sucinto

Muitas vezes, existe uma série de dados utilizados para chegar a determinado resultado. No entanto, para engajar o público, nem tudo deve aparecer na apresentação. Escolha, com critério, o que realmente precisa ser mostrado e discutido e elimine o que sobra.

  • Excessos tendem a deixar as apresentações entediantes, confusas e exaustivas.
  • Além disso, nunca coloque textos muito grandes em seus slides. O excesso de texto também pode entediar e confundir.
  • O mesmo serve para apresentações em reuniões. Quando se arrastam por um longo período se tornam, por definição, improdutivas.
  • A fim de evitar excessos, antes de sua apresentação, faça um roteiro detalhado do que você irá mostrar e quantos minutos você irá dedicar a cada item.

2. Capriche no visual

Tão importante quanto ter dados consistentes para apresentar, é saber fazê-lo de maneira atrativa e visualmente agradável para prender atenção do público.

  • Apresentações mal formatadas ou feias depõem contra sua credibilidade. Além disso, não atraem de forma adequada a atenção dos seus ouvintes.
  • Utilize imagens para ilustrar e faça gráficos simples e bonitos.
  • Para ser atraente, é fundamental também que a mensagem passada de maneira clara.
  • Por isso, dê preferências a fontes (tipografia) de fácil leitura e com um tamanho grande, garantindo a leitura de pessoas que estejam mais afastadas. No caso de números, tenha como valor mínimo de tamanho 16pts.

3. Aposte em animações

Uma apresentação completamente estática dificilmente irá engajar o público. Pois pode ser exaustiva e entediar os interlocutores.

  • Animações são ótimas aliadas, desde que não em excesso que distraia a audiência ou infantilizem seu trabalho.
  • Por isso, utilize as animações apenas para criar movimento entre um slide ou outro ou na hora de apresentar uma informação mais importante.
  • É preciso também nunca sobrepor uma fala a uma animação: você não irá querer duas informações que necessitam de completa atenção se sobrepondo.

4. Converse com seu público

Não fique centrado apenas no que está sendo mostrado na tela. Para engajar o público, observe-o o tempo todo. Tente detectar sinais de desinteresse ou dúvida e use isso em seu favor para se conectar com os ouvintes.

5. Trabalhe bem sua linguagem corporal


Usar bem o corpo para compor seu discurso é a forma mais subjetiva de atingir as pessoas, indo direto ao subconsciente delas. Afinal, 55% do impacto de uma comunicação é feito de elementos não-verbais. Por isso, apresentar uma boa linguagem corporal durante seus discursos será fundamental para que sua plateia perceba e confie mais no que você está dizendo.

  • Desde as corriqueiras apresentações de trabalho na escola até as defesas de teses, todo profissional que se preze sempre esbarra na temida apresentação oral em alguma etapa da sua vida e da sua carreira. A partir do momento em que se torna o centro das atenções, seja em cima do palco ou diante de uma plateia numerosa, o profissional passa a depender da linguagem corporal para ter sucesso em sua apresentação. Segundo o escritor Pierre Weil, o corpo “fala”.

 


E mais algumas dicas para te ajudar engajar o público:

  • Envie conteúdo, recomende links e convide a audiência a participar de sua apresentação.
  • Aposte em apresentações mais visuais. A melhor forma de se destacar no barulho é a comunicação visual. Segundo Amy Balliett, do Killer Infographics, a ciência atesta que um estímulo visual chega ao cérebro 60 mil vezes mais rápido que um em texto. Além disso, 90% das informações que retemos é visual.
  • Seja original. Dedique-se a um roteiro criativo, original e bem executado ao elaborar uma apresentação para prender a atenção do público.
  • Com seu público definido, avalie qual a linguagem mais adequada. Algumas audiências estão mais abertas a conversas informais, enquanto outras prezam por uma cerimônia.

Equipe Exact



Compartilhe



Você pode também se interessar por: